Nos Curta no Facebook

Fecha em 30 Segundos...!!!Fechar Agora X

1º Lugar nas Buscas Orgânicas - Confira Clientes Satisfeitos
 
No início do governo LULA muitas faculdades de medicina FORAM FECHADAS, faculdades do tipo PAGOU PASSOU e parecia algo do bem, mas NOVAS E BOAS FACULDADES PÚBLICAS NÃO FORAM ABERTAS. Cotas Raciais foram instituídas, 8.000 filhos do MST foram fazer MEDICINA em CUBA. Quando os "MÉDICOS CUBANOS" COMEÇARAM A CHEGAR NA VENEZUELA logo assumiram o COMANDO DAS POLÍCIAS. 7.000 MILITARES FORAM PRESOS.

Em seu recente discurso aos dirigentes do CELAM, durante a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, o Papa Francisco alertou para o risco de ideologização do método ver-julgar-agir:
" esse método utilizado pelas CEBs pode levar ao reducionismo socializante. É a ideologização mais fácil de descobrir. Em alguns momentos, foi muito forte. Trata-se de uma pretensão interpretativa com base em uma hermenêutica de acordo com as ciências sociais ". "
Esse alerta do Papa se aplica a ações que provocam reações variadas e permanentes segundo as circunstâncias que enquadram suas realidades vivenciais, cotidianas e anímicas, transcendendo os limites das igrejas ou das corporações religiosas. Estas comunidades impulsionaram a criação de clubes de mães, sindicatos, associações de moradores, cooperativas agrícolas, no movimento dos sem terra.

aS CEBS SE REPORTAM DIRETAMENTE À CUBA, PORTANTO SÃO AGENTES ESTRANGEIROS (NA MAIORIA DOS PAÍSES SERIAM ENFORCADOS)

EM ARTIGO RECENTE EU JÁ HAVIA ALERTADO PELA NECESSIDADE DE ELIMINAR A CNBB QUE AJUDOU A FUNDAR O PT, MST E MUITA COISA RUIM. NÃO TEMOS UMA PALAVRA DE APOIO À POPULAÇÃO VINDA DA CNBB CONTRA O GOVERNO COMUNISTA DO PT.

Médicos Cubanos e Agentes Trazidos ao Brasil pelas Comunidades Eclesiais de Base

1-CHEGAM OS Médicos CUBANOS.
E a polícia secreta cubana também?

Os Médicos cubanos, na Venezuela, ficam sob o controle de policiais cubanos.

Muitos fugiram do esquema escravocrata.
Mas muitos continuam agindo como agentes e espiões.
No Brasil teremos a "polícia política cubana" entre eles?
E a soberania nacional não correrá riscos?

A Insistência do governo brasileiro em contratar Médicos cubanos, oficializada na última terça-feira, após ter sido desmentida mais de uma vez, é inquietante e revela que os atuais responsáveis pelo País parecem decididos a encaminhá-lo no mesmo rumo da Venezuela.

De um lado, como o Brasil tem 400 mil Médicos, nosso problema não é a falta deles, mas de condições básicas para o exercício da medicina nas zonas periféricas e recônditas, conforme declararam os órgãos competentes da classe.

E não deixa de ser curioso imaginar que um País com uma tal quantidade de Médicos ainda precise de apenas de 15 mil, como se esse contingente não pudesse ser preenchido por nacionais.

De outro lado, o custo desses quatro mil cubanos — cujos contratos deverão ser de três anos prorrogáveis — será na ordem de 250 milhões de reais.

Está previsto um salário mensal de 10 mil reais, além de ajuda de custo para moradia e refeição.

Fica explicado por que esse invejável salário não é suficiente em lugares tão pobres, sendo necessária uma ajuda adicional:

O mesmo não será pago aos Médicos, mas ao regime cubano, que dele destinará algumas migalhas para seus escravos a serviço do governo brasileiro.

Deste mesmo governo que para perseguir a propriedade privada rejeita a existência de trabalho escravo no Brasil...

É só imaginar o que aconteceria com qualquer produtor rural ou empresário que se entregasse à prática absurda e injusta de não pagar o salário integral a seus empregados, mas que o destinasse a um órgão que os controlasse de modo despótico que depois lhes destinasse uma quantia irrisória.

A tais Médicos cubanos — que abarrotam a Venezuela chavista e cujos 400 primeiros chegarão imediatamente ao Brasil.

O presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM-CE), Ivan de Moura Fé, avaliou que as três semanas de avaliação são insuficientes para que os Médicos entendam a realidade sanitária e epidemiológica do País, justamente requerida pelos órgãos representativos da classe, beneficiando-os assim com uma espécie de cota preferencial.

Também não serão suficientes para um básico conhecimento do português, o que poderá dará ensejo a toda sorte de confusão na sua interlocução com pessoas mais simples.

E eles chegam no exato momento em que, em localidades com características semelhantes às descritas para a sua atuação, estão sendo rearticuladas — com o decidido apoio de várias dioceses — as famigeradas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), que constituem verdadeiros soviets para convulsionar o Brasil.

À vista disso, uma pergunta se impõe: não estarão esses Médicos chamados a desempenhar ações orientadas sob a batuta de Frei Betto, o principal articulador das CEBs e “muy amigo” de Cuba.

( As Comunidades Eclesiais de Base (CEB) são comunidades inclusivistas, seguidores de um evangelho puramente social – estabelecendo limites que excluem evangélicos, fundamentalistas, católicos tradicionais e outros...) que se espalharam, principalmente nos anos 1970 e 80, no Brasil e na América Latina.

Por fim, esta decisão do governo brasileiro aproxima-o dos países onde se exerce uma democracia sui generis, baseada numa ideologia que a torna surda tanto aos clamores da opinião pública quanto das associações representativas de classe.

______________

Médicos Cubanos Comunidades Eclesiais de Base 12
Com o conteúdo de Hélio Dias Viana - colaborador da Agência Boa Imprensa (ABIM) http://agenciaboaimprensa.blogspot.com.br/

 

2- EXISTE A VERSÃO ALEXANDRE GARCIA (circula pelo Facebook)

Recebi e repasso, porque concordo com cada vírgula.

Alexandre Garcia,

MÉDICOS CUBANOS

Não pensem em correntes. Em algemas. Em porões fétidos. Em gente suja e maltrapilha. Estes são os escravos normalmente libertos das pequenas confecções das grandes cidades, vindos de países miseráveis.

Agora pense em pessoas vestidas de branco. Com diplomas universitários. Que exibem sorrisos simpáticos e uma grande alegria em servir o próximo, como se estivessem em uma missão humanitária. Estes são os médicos escravos cubanos que o Brasil vai traficar, cometendo toda a sorte de crimes hediondos contra os direitos humanos, que só republiquetas totalitárias, a exemplo da Venezuela, ousaram cometer.

E vamos aqui deixar ideologias de lado. E até mesmo as discutíveis competências profissionais. Vamos ser civilizados e falar apenas de pessoas, de seres humanos, de gente.

O Brasil democrático é signatário de uma dezena de tratados internacionais que protegem os trabalhadores. No entanto, o Governo do PT está firmando um convênio com Cuba, um país que está traficando pessoas para fins econômicos. Cuba esta vendendo médicos. Cuba utiliza de coerção, que é crime, para que estes escravos de branco sejam enviados, sem escolha, para onde o governo decidir. Isto é crime internacional. Hediondo. Que nivela o Brasil com as piores ditaduras.

E não venham colocar a Organização Pan Americana de Saúde como escudo protetor destes crimes contra a Humanidade. É uma entidade sabidamente aparelhada por socialistas, mas que, ao que parece, pela primeira vez assume o papel de "gato", o operador, o intermediário, aquele que aproxima as partes, que fecha o negócio, que
"lava" as mãos dos criminosos que agem nas duas pontas. Não há como esconder que o Governo do PT está pagando a Ditadura de Cuba para receber mão-de-obra em condições análogas à escravidão, como veremos neste post.

O trabalhador estrangeiro tem, no Brasil, os mesmos direitos de um trabalhador brasileiro. Tem os mesmos ônus e os mesmos bônus. Não é o que acontece neste convênio que configura um verdadeiro tráfico em massa de pessoas de um país para outro. Os escravos cubanos não pagarão Imposto de Renda e INSS. Sobre um salário de R$ 10 mil, deveriam reter mais de R$ 2.700. Pagariam em torno de R$ 400 de INSS. Mas também teriam direito ao FGTS, ao aviso prévio, às férias, ao décimo-terceiro salário. Não é o que acontece. O escravo cubano não recebe o seu salário. Ele é remetido para um governo de país. É como se este país tivesse vendido laranjas. Charutos. Rum. Ou qualquer commodities. A única coisa que o trabalhador recebe é uma ajuda de custo para tão somente sobreviver no país pois, em condição análoga à escravidão, este médico cubano receberá alojamento e comida das prefeituras municipais. Trabalhará, basicamente, por cama, comida e sem nenhum direito trabalhista.

Outro crime do qual o Governo do PT é mentor, é idealizador, é fomentador, é financiador, é concordar com as práticas de coerção exercida por Cuba quando vende os seus médicos escravos. O passaporte é retido pela Embaixada de Cuba no Brasil. A família fica em Cuba, sem poder sair do país. O escravo cubano não pode mudar de emprego, pois se o fizer a sua família sofre perseguição. Existe ameaça. Existe abuso de autoridade. Existe abuso de poder econômico. Existe retenção de documento para impedir a livre locomoção. Existe lesão ao Fisco. Sonegação. E, por conseguinte, sendo dinheiro originário de crimes, remessa ilegal de divisas do Governo do PT para a Ditadura de Cuba.

Este convênio que o Governo do PT está fazendo com Cuba não resiste a uma fiscalização do Ministério do Trabalho e a uma auditoria do Ministério Público. São tantos os crimes cometidos contra a Humanidade e contra os Direitos Humanos que envergonham a todos os brasileiros. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, candidato ao governo de São Paulo, deveria ir a ferros junto com os bandidos mensaleiros do seu partido. A ministra dos Direitos Humanos, Maria o Rosário, está em silêncio obsequioso.

A partir do momento em que 4.000 cubanos botarem o pé no solo brasileiro, nosso país terá se transformando num campo de concentração e numa imensa prisão para escravos políticos. A nossa Constituição será rasgada, pois:

Art. 5º. Todos são iguais
perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

III – ninguém será
submetido à tortura nem a tratamento desumano ou degradante; Da mesma forma, o Governo do PT está jogando no lixo o Decreto nº 5.948, de 26 de Outubro de 2006, que trata da Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que tem definições fundamentais sobre o tema:

Art. 2°. § 4o A
intermediação, promoção ou facilitação do recrutamento, do transporte, da transferência, do alojamento ou do acolhimento de pessoas para fins de exploração também configura tráfico de pessoas.

Art. 2°. § 5° O tráfico
interno de pessoas é aquele realizado dentro de um mesmo Estado-membro da Federação, ou de um Estado-membro para outro, dentro do território nacional.

Art. 2o. § 6° O tráfico
internacional de pessoas é aquele realizado entre Estados distintos.

Art. 2° § 7o O consentimento
dado pela vítima é irrelevante para a configuração do tráfico de pessoas. Ou seja: o que determina se existe a escravidão não é o depoimento do escravo, pressionado por dívidas, sem documentos ou tendo a integridade da sua família ameaçada, mas sim o que a sua situação configura, mediante fiscalização.

Com a importação em massa dos médicos escravos cubanos. os acordos internacionais firmados pelo Brasil contra a escravidão serão derrogados. Não seremos mais uma democracia. Se alguém tem alguma dúvida sobre isso, leia o MANUAL DE COMBATE AO TRABALHO EM CONDIÇÕES ANÁLOGAS ÀS DE ESCRAVO, publicado pelo Ministério do Trabalho. E sinta vergonha, talvez um pouco de medo, de ser brasileiro.

Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha em mãos o seu passaporte.

Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha uma Carteira de Trabalho.

desafio o Governo do PT a depositar o salário do médico cubano em uma conta pessoal, que lhe garanta livre movimentação.

Eu desafio o Governo do PT a garantir todos os direitos trabalhistas ao médico cubano.

Eu desafio o Governo do PT a cumprir a Lei, a Constituição e os Tratados Internacionais.

"A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." (Mahatma Gandhi)

 
 

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com