Nos Curta no Facebook

Fecha em 30 Segundos...!!!Fechar Agora X

Confira Lindos Sites, Vendedores, Integrados ao Google Ôrganico, Topo das Buscas não Pagas

Em 2010 a CIA assina acordo com o Brasil, constroi prédio, instala equipamentos de espionagem, paga tudo

1-Agentes da CIA conseguem atuar livremente no Brasil (15/09/2013 - 03h05)

Pelo menos uma vez por semana, dois agentes da CIA, a agência de inteligência dos Estados Unidos, chegam a um dos prédios da Polícia Federal em Brasília, no setor policial sul da capital.
Em menos de cinco minutos, eles passam pela portaria e se dirigem a uma reunião em um dos edifícios onde ficam os cerca de 40 agentes brasileiros da Divisão Antiterrorismo (DAT).
A desenvoltura dos americanos não é por acaso: ali, os computadores, parte dos equipamentos e até o prédio, dos anos 90, onde estão reunidos e trabalham os policiais que investigam terrorismo no Brasil, foram financiados pelos EUA.
Nas duas últimas semanas, a Folha entrevistou policiais federais, militares da inteligência do Exército e funcionários do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.
Todos admitem que os acordos de cooperação entre a Embaixada dos EUA e a PF são uma formalidade. E que, na prática, os americanos têm atuação bastante livre em território brasileiro. Procurada, a Embaixada dos EUA no Brasil não se pronunciou.
Segundo a Folha apurou, a atuação da inteligência americana no Brasil não se limita à espionagem eletrônica, revelada em documentos do ex-analista da NSA (Agência de Segurança Nacional) Edward Snowden.
Os americanos estão espalhados pelo país atrás de informações sobre residentes no Brasil, brasileiros ou não. Eles dão a linha em investigações e apontam quem deve ser o alvo dos policiais federais, dizem essas fontes.
Na prática, os americanos acabam se envolvendo em operações das mais diversas.
Em 2004, por exemplo, a Operação Vampiro, que desmantelou uma quadrilha que atuava em fraudes contra o Ministério da Saúde na compra de medicamentos, teve participação da CIA.
Em 2005, os americanos estiveram diretamente envolvidos no rastreamento do lutador de jiu-jítsu Gouram Abdel Hakim, suspeito de pertencer a uma célula da rede terrorista Al Qaeda.
POLÊMICA
A parceria entre a Embaixada dos EUA e a Polícia Federal --formalizada por meio da assinatura de um memorando em 2010, mas ativa na prática desde muito antes disso-- é polêmica.
Um de seus críticos é o ex-secretário nacional Antidrogas Walter Maierovitch. "Opinei pela não oficialização do convênio, em relação às drogas, porque era um acobertamento para a espionagem desenfreada, sem limites", lembra Maierovitch.
À época, a justificativa para o convênio era que o auxílio entre americanos e brasileiros serviria para o combate às drogas. Depois do 11 de Setembro, no entanto, o foco passou a ser o terrorismo.
Os americanos mantêm escritórios próprios no Rio, com a justificativa da realização da Copa do Mundo e da Olimpíada de 2016, e em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, para vigiar a atuação das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) na fronteira.
"O que mais tem é americano travestido de diplomata fazendo investigação no Brasil", afirma o policial federal Alexandre Ferreira, diretor da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais).
Cinco bases da PF para o combate ao terrorismo funcionam hoje no país --no Rio, em São Paulo, em Foz do Iguaçu e em São Gabriel da Cachoeira. Todas contam com equipamentos e tecnologia da CIA para auxiliar nos trabalhos, e há agentes americanos atuando em parceria com os brasileiros.
"O problema não é a parceria. O problema é do Brasil, que não faz o dever de casa e não se protege contra esse 'amigo' que busca, na verdade, seus interesses", diz o professor Eurico Figueiredo, do Instituto de Estudos Estratégicos da UFF (Universidade Federal Fluminense).
*
ATUAÇÃO DA CIA NO BRASIL
O ACORDO
O acordo entre a Polícia Federal e a Embaixada dos Estados Unidos foi formalizado em 2010
REPRESENTANTES
Quem representa o governo americano no acordo é a CIA, a Agência Central de Inteligência. Na PF é a Divisão Antiterrorismo (DAT)
OBJETIVO
A cooperação técnica prevê intercâmbio, compartilhamento, transferência de conhecimento, apoio de qualquer natureza e fomento de programas, projetos e ações voltados para o combate ao terrorismo
INVESTIMENTO
O acordo não prevê financiamento de nenhum programa
BENEFÍCIOS
Policiais federais contam que os computadores do DAT foram doados pelos americanos. Em cursos nos Estados Unidos, os policiais brasileiros ganham dos americanos a hospedagem e o aluguel de carros durante o período de estudo
DAT/CIA
As unidades dividem três bases no país: São Paulo, Foz do Iguaçu (PR) e São Gabriel da Cachoeira (AM). As reuniões semanais em Brasília acontecem em prédio construído com ajuda dos americanos na década de 1990
DENTRO DA LEI
Os agentes do DAT buscam autorização judicial e assim investigam ações de possíveis grupos terroristas no país a partir de informações passadas pela CIA
ZONA CINZA
Assim são chamadas pelos policiais federais algumas técnicas dos espiões americanos no país: invasão de sistemas, compra de informações e suborno de funcionários de empresas públicas ou privadas
DIPLOMACIA
Alguns espiões têm cargos na embaixada americana em Brasília ou nos consulados do Rio, de São Paulo, Porto Alegre (RS), Recife (PE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Salvador (BA) e Manaus (AM)
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/09/1342289-agentes-da-cia-conseguem-atuar-livremente-no-brasil.shtml

MARCO ANTÔNIO MARTINS

2-Edward Snowden denunciou "UMA NOVIDADE" - O governo tenta criar cortina de fumaça - Dilma chega a declarar que PIB negativo não tem importância alguma. A Dilma e os Anonymous aliados de Putin fazendo contra informação e desinformação.

3- Para acessar dados de petróleo seria necessário "espião paranormal", diz diretora da ANP

Em audiência na CPI da Espionagem no Senado nesta terça-feira (17), a diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Magda Chambriard, disse que para roubar as informações do setor seria preciso "um espião paranormal", pois o banco de dados de exploração e produção de óleo e gás natural brasileiro não está ligado à internet.

"Podem ficar tranquilos, pois não é póssível espionar o banco por meio da rede mundial de computadores", afirmou.

Segundo Magda Chambriard, trata-se de um dos maiores bancos de dados relativos ao setor pretrolífero do mundo e funciona na Urca, bairro da zona sul do Rio de Janeiro, afastado da sede principal da ANP, que fica no centro da cidade. Além disso, segundo ela, o banco conta com uma sala cofre à prova de balas, incêndio e protegido de outras ameaças.

"O acervo é imenso. São dados geológicos, sísmicos, físicos, perfis de poços, testes de poços e amostras. O que tem hoje equivale 60 milhões de gaveteiros cheios de informações. Ou algo igual a 20 bilhões de fotografias digitais de alta resolução", exemplificou.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) disse estar certo da "violabilidade" do sistema da agência reguladora. Para ele, Magda Chambriard abordou a questão de "forma ligeira", subestimando a inteligência dos parlamentares.

Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), por sua vez, lembrou que uma das empresas que oferecem software para a ANP e a Petrobras é a Halliburton, do ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney. "Com a participação de empresas americanas, inclusive do vice-presidente, não há de ser tão paranormal assim a interferência americana e o acesso a esses dados", disse Randolfe, rebatendo a diretora da ANP.

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, também irá ao Senado falar sobre as denúncias de espionagem nesta quarta (18). O jornalista Glen Greewnald, que revelou o escândalo, também deve falar aos parlamentares na quinta (19).

Espionagem de Dilma e na Petrobras (GLOBO REPETIU O DISCURSO DA DILMA 4 DIAS)

A NSA, agência de segurança americana, espionou, além da própria presidente Dilma Rousseff, a Petrobras, o setor de infraestrutura do Google e a diplomacia francesa, segundo reportagem exibida no último dia 8 de setembro no programa "Fantástico", da Rede Globo.

A reportagem foi produzida em parceria com o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que obteve documentos ultrassecretos repassados por Edward Snowden, ex-agente da NSA, atualmente asilado na Rússia.

Os documentos revelados na reportagem são de uma apresentação da NSA para novos agentes, realizada em junho de 2012. Nela, a agência explica como é feita a espionagem a determinadas empresas e órgãos.

A Petrobras aparece logo no início da apresentação, junto com a infraestrutura do Google, a diplomacia francesa e a rede da Swift, cooperativa que reúne alguns dos principais bancos de dezenas de países. Os nomes de outras instituições espionadas foram apagados na mesma apresentação da NSA.

A apresentação mostra ainda que foi criada uma pasta com o nome da Petrobras, em função da grande quantidade de informações que a NSA dispõe, o que indica que a estatal está sendo espionada há algum tempo. Os documentos não mostram o conteúdo que teria sido espionado.

A espionagem foi feita na rede privada de computadores da Petrobras, que contém informações sigilosas sobre a estatal, a maior empresa do país, com faturamento anual superior a R$ 281 bilhões.

Em nota oficial, a presidente Dilma reagiu às denúncias de que a Petrobras teria sido espionada. Segundo ela, a principal motivação da suposta espionagem é de ordem comercial, e não de segurança, como vem alegando o governo americano sobre outras denúncias recentes.

A Petrobras reconheceu, por meio de nota, que e-mails externos podem ter possibilitado a invasão dos espiões americanos. Ainda assim a Petrobras disse que dispõe de sistemas "altamente qualificados e permanentemente atualizados para a proteção". (Com Agência Senado)

http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2013/09/17/para-acessar-dados-de-petroleo-seria-necessario-espiao-paranormal-diz-diretora-da-anp.htm

SE FOI A DILMA QUE FALOU E A GLOBO REPETIU 4 DIAS, ENTÃO DÁ PARA ACREDITAR !!!

Em 2010 a CIA assina acordo com o Brasil, constroi prédio, instala equipamentos de espionagem, paga tudo 12

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com